quarta-feira, 10 de maio de 2017

Uma arte à parte

Já falei várias vezes que considero a maioria da arte contemporânea um lixo, em especial as artes plásticas e a arquitetura.

Arte não é para ser "qualquer coisa"; essa ideia tola começou com o Duchamp e só piorou desde então.

A arte sempre foi um sistema de regras e tradições que exigia técnica e conhecimento. No caso da pintura, conhecimento de anatomia, cores, composição; no caso da poesia, a métrica e as figuras de linguagem, e assim por diante.

Bem, grande parte da "arte" feita hoje em dia é feita apenas com intuito de causar escândalo ou então promover certo tipo de "mensagem" - ou seja, não é arte. É, no melhor dos casos, propaganda; no pior, mera vontade de destruição, ou anti-arte. Busca a feiúra ao invés da beleza, a degeneração ao invés da virtude.

É claro que isso é feito propositalmente com o intuito de provocar. Um exemplo recente foi a do "artista" recentemente escolhido para criar uma imensa pintura no chão da torre Eiffel em Paris: desenho de um personagem negro beijando uma branca, rodeado por imagens de vários negros e brancos dando a mão. Elogio clichê da diversidade. Porém, ao consultarmos a obra anterior do artista, vemos que é ainda mais doentia: ele parece dedicar-se exclusivamente a mostrar imagens de personagens negros estuprando e matando personagens brancos.

Bem, tudo isso é notícia velha, é claro. Mas hoje em dia algo ainda pior está ocorrendo, e é que os progressistas ocuparam tanto o campo artístico que nem querem deixar espaço a quem não é progressista ou pretende fazer uma arte mais tradicional.

Aqui por exemplo vemos que vários supostos cineastas resolveram boicotar um festival porque este aceitou na sua programação um filme de documentário sobre o Olavo de Carvalho. Ué! Então eles só vão participar de festivais nos quais concordem com o conteúdo de todos os filmes exibidos? Parece ser um tipo implícito de censura, ou talvez seja medo de competir. Patético, de qualquer forma, além de um tiro no pé que só aumenta o ibope do Ovalão.

A esquerda artística ficou tão burra que agora já canibaliza a si mesma. Aqui por exemplo temos o caso de uma artista canadense esquerdista que, por pintar quadros se inspirando na arte indígena, foi criticada e teve sua exposição cancelada por fazer "apropriação cultural".

Estou em dúvida se o conceito mais estúpido já inventado foi o de "cisgênero" ou de "apropriação cultural".

Todo artista se inspira em outros artistas, é elementar, é como a arte se renova. Nada sai do nada. Até Shakespeare e Boticelli poderiam ser acusados de "apropriação cultural", quando não de plagiários mesmo, tanto que copiaram de outras fontes.

Mas é claro que a intenção é outra, é, mais uma vez, uma forma de censura aos artistas brancos, que são os únicos acusados de "apropriação cultural". Nunca vi nenhum artista negro ou asiático ser acusado de "apropriação cultural" por utilizar a pintura à óleo, técnica desenvolvida pelos europeus.

Houve um tempo em que os progressistas alegavam ser mais intelectuais, mais artísticos, mais cultos e mais abertos ao diálogo do que os "retrógrados conservadores". Talvez fossem, mas agora está ficando cada vez mais difícil acreditar nisso.

Terminaram acreditando tanto em sua própria propaganda, que hoje a maioria viraram umas antas sem talento ou inteligência, e, quanto à sua "arte", até um macaco faria melhor.

O famoso artista Pierre Brassau. Apropriação animal?

52 comentários:

Sabedorshsch disse...

Implícito?? Censura escancarada

Sabedorshsch disse...

Ai que ta. Eles nunca foram tão cultos assim sem falar que maioria dos inventores do neo esquerdismo foram de ($($($)$)$)

Sabedorshsch disse...

Eu sinceramente não vejo nada de mais que ''éllis'' BOICOTEM trabalhos que são-lhes ideologicamente amarrados [em nome de jewsuis]. Boicote, que ainda não é censura, no sentido de, de fato proibir, mas sim, a caminho, pois se consiste no ato de forçar uma possível proibição,com base na chantagem, ainda que existam boicotes e boicotes, válidos, não tanto e com certeza não. ''Façamos'' o mesmo. O problema muitas vezes é este: a esquerda está sempre organizada, já a direita, é aquela tartaruga.

Mr X disse...

Não é "censura" no sentido de que não proibiram nada, mas, é um tipo de impelir os organizadores do festival a aceitar a censura, como se estivessem fazendo alguma coisa errada ao ter escolhido o filme. Ou seja, eles gostariam mesmo que o filme não fosse exibido.

Mas aí, nenhuma novidade. Esquerdista jura ser contra a "censura", mas quando está no poder é o primeiro a censurar e proibir tudo o que não gosta.

"a esquerda está sempre organizada, já a direita, é aquela tartaruga"

Sim, bastava imitar e usar os mesmos truques da "esquerda".

Sabedorshsch disse...

''Sim, bastava imitar e usar os mesmos truques da "esquerda".''

Até mesmo porque os conservadores são a grande maioria. Bastava dar o mesmo troco E maneirar na maneira com que se fala. Muitas vezes o que falta para 13% de uma população votar numa Marine Le pen, péssimo exemplo, mas enfim, é justamente a completa falta de jeito por parte dos conservas, da maioria. É um passo que muita gente não dá porque eles não sabem dialogar, e acham que estão certos.

direita disse...

O constantino tem o mesmo conceito de brancura que o Mrx . Mrx = constantino?

Mr X disse...

Eu e o Constalixo? KKKK.

Acho que você deve sofrer de autismo, ou então, incapacidade de argumentar sobre qualquer coisa que não seja "nível 100% de brancura".

No mais, se se refere à artista canadense, eu nem me referi à sua etnia, olhando as fotos parece ser um tipo genérico, ela poderia passar por mediterrânea, judia ou até brasileira. Fica difícil saber a sua origem, mas não parece ser nórdica não, viu?

http://news.nationalpost.com/news/canada/toronto-gallery-cancels-exhibit-of-white-artists-paintings-over-complaints-of-cultural-appropriation

http://www.nationalreview.com/article/447308/amanda-lp-art-exhibit-cancelled-cultural-genocide-toronto

https://i.cbc.ca/1.4091568.1493419119!/fileImage/httpImage/image.JPG_gen/derivatives/16x9_460/amanda-pl.JPG

No mais, é irrelevante para o conteúdo do post, ninguém está argumentando sobre seu nível exato de DNA caucasiano, mas sobre o conceito de "apropriação de arte nativa".

Direita deve ser um judeu enviado pelo Mossad para criar discussões inúteis e dividir o MOVIMENTO BRANCO!!!!!

Márcio disse...

"Até mesmo porque os conservadores são a grande maioria."

Mas no mundo da Arte ou da "Arte" ou ambos eles são minoria. Os protestos dos esquerdistas nestes âmbitos e festivais serão mais poderosos e os conservadores vão sofrer cadeiradas.

Sabedorshcsch disse...

Márcio,
mas quem assiste e dá dinheiro para os artistas são o povo que são em sua maioria de conservadores. Se a maioria dos evangélicos começassem a boicotar a globo, o que aconteceria*

Sabedorshcshc disse...

''Acho que você deve sofrer de autismo''

Me chamaram*

Sabedorshcsch disse...

Ai como eu SOFRO..

Sabedorshcshctizinhávi [versão húngara] disse...

Primeira lei da racialidade racial e racional

- tudo aquilo que mistura, pode ser decantado....

Márcio disse...

Sim, sim.

Mas continuam sendo minoria em atividades criativas e concentração de fãs.

Quando os conservadores pensam em fazer arte eles sempre metem alguma passagem da bíblia, nunca conseguem fazer algo diferente.

Já os esquerdistas conseguem, ou pelo menos conseguiram, pois hoje só pensam em inserir "lacres", "closes certos", empoderamento, negões bombados, morte ao homem branco em seus filmes e etc.

Márcio disse...

Até as histórias em quadrinhos de super-heróis já estão saturadas de inserir representatividade.

O problema objetivo não é colocar um herói gay ou negão e sim só tentar sustentar uma história com isto.

Além das histórias estarem muito parecidas com as histórias do século passado, constatando um problema criativo tem este problema de acreditar que "representatividade" por si é sucesso.

White Nationalist disse...

Grafite é arte? Eu acho uma poluição visual das brabas.

Grafites pelos muros de uma cidade a torna , sei lá, um ambiente caótico e com aparência de sujo.

Pegue uma daquelas vilas germânicas e encha seus muros de grafite. O resultado não será nada bom.

Direita disse...

"Acho que você deve sofrer de autismo, ou então, incapacidade de argumentar sobre qualquer coisa que não seja "nível 100% de brancura". "

Na contexto lusofonico pela quantidade de white-pardos e pela natural degradação do conceito de brancura,se faz nescessario essa repetitiva e cansativa intervençao .

Direita disse...

"No mais, se se refere à artista canadense, eu nem me referi à sua etnia, olhando as fotos parece ser um tipo genérico, ela poderia passar por mediterrânea, judia ou até brasileira. Fica difícil saber a sua origem, mas não parece ser nórdica não, viu?"

É uma típica quadroon. Isso se não for mulata.

Direita disse...

"No mais, é irrelevante para o conteúdo do post, ninguém está argumentando sobre seu nível exato de DNA caucasiano, mas sobre o conceito de "apropriação de arte nativa". "

Cada vê/Lê algo sob uma perspectiva diferente .Pouco me incomoda esse tema. Em nada ele afeta o ocidente e sua raça mantenedora.De fato,esse é um tiro que saiu pela Culatra e atingiu a casa dos anti brancos.

Direita disse...

"Direita deve ser um judeu enviado pelo Mossad para criar discussões inúteis e dividir o MOVIMENTO BRANCO!!!!!"

E por ai.

Direita disse...

AD,Le pen é uma fraude. Os nacionalistas ,grande parte,boicotaram essas eleições.

Veja esses video:
https://youtu.be/GuPp2tWjiRY

Mr X disse...

Que engraçado. Moça tem um caso com um cara casado, sabendo que é casado. Fica voluntariamente com ele, por anos, sem reclamar, e até insistindo para que largue a esposa.

Aí depois ele decide acabar com a relação e ela alega "abusos" e vira "vítima" do patriarcado:

http://virgula.uol.com.br/comportamento/dramaturgo-e-acusado-de-abuso-por-atriz-15-anos-mais-nova-que-foi-sua-aluna/

É o "feminismo" moderno.

Márcio disse...

Cadê meus comentários Mr. X?

Silvio disse...

Mister, eu tive sorte, pois fui vacinado ainda criança contra empulhações de arte moderna, graças ao episódio ‘Artes e Flores’ do Pica-Pau. Mas sério agora:

A arte sempre foi um sistema de regras e tradições que exigia técnica e conhecimento.

Bem, grande parte da "arte" feita hoje em dia é feita apenas com intuito de causar escândalo ou então promover certo tipo de "mensagem" - ou seja, não é arte. É, no melhor dos casos, propaganda; no pior, mera vontade de destruição, ou anti-arte. Busca a feiúra ao invés da beleza, a degeneração ao invés da virtude.

Para ficar em dois exemplos: o músico Arnold Schoenberg e o pintor Paul Klee. Ambos foram vistos, em suas respectivas épocas, como modernosos, estranhos, esdrúxulos... Quando vc assistir aos documentários que linkei, verá as observações magníficas que ambos fazem sobre criação artística. A gente percebe claramente como possuíam um conhecimento imenso sobre seus campos de trabalho, uma profunda noção de conceitos como tradição, regras, inovação... Isso foi algo que se perdeu. Aquele documentário do Roger Scruton fala muito sobre isso - essa parte é foda (até 49:25).

Para finalizar, uma reflexão: toda contemplação de obra de arte envolve uma certa dose de artificialidade, de pedantismo. Não sei se conhece o experimento do violinista no metrô, é bem interessante.

Mr X disse...

"Grafite é arte? Eu acho uma poluição visual das brabas"

As pessoas fazem essa diferença entre "grafite" e "pixação". Certo, pixação é muito mais feio, mas o tal grafite, salvo raras exceções, tampouco é bonito. Passa uma sensação de degradação. Se for em lugares com prédios modernos, feios, cinzas, pode até dar um tom mais alegre. Mas imagine uma cidade europeia de arquitetura clássica com estes grafites, ficaria clara a distorção que causam.

Mr X disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Silvio disse...

Mister, eu tive sorte, pois fui vacinado ainda criança contra empulhações de arte moderna, graças ao episódio ‘Artes e Flores’ do Pica-Pau. Mas sério agora:

A arte sempre foi um sistema de regras e tradições que exigia técnica e conhecimento.

Bem, grande parte da "arte" feita hoje em dia é feita apenas com intuito de causar escândalo ou então promover certo tipo de "mensagem" - ou seja, não é arte. É, no melhor dos casos, propaganda; no pior, mera vontade de destruição, ou anti-arte. Busca a feiúra ao invés da beleza, a degeneração ao invés da virtude.

Para ficar em dois exemplos: o músico Arnold Schoenberg e o pintor Paul Klee. Ambos foram vistos, em suas respectivas épocas, como modernosos, estranhos, esdrúxulos... Quando vc assistir aos documentários que linkei, verá as observações magníficas que ambos fazem sobre criação artística. A gente percebe claramente como possuíam um conhecimento imenso sobre seus campos de trabalho, uma profunda noção de conceitos como tradição, regras, inovação... Isso foi algo que se perdeu. Aquele documentário do Roger Scruton fala muito sobre isso - essa parte é foda (até 49:25).

Para finalizar, uma reflexão: toda contemplação de obra de arte envolve uma certa dose de artificialidade, de pedantismo. Não sei se conhece o experimento do violinista no metrô, é bem interessante.

Silvio disse...

Márcio disse...

Cadê meus comentários Mr. X?


Também tive alguns problemas. Não sei do que se trata. É só tentar de novo que dá certo.

Mr X disse...

Alguns comentários estão aparecendo com atraso, ou então indo para a caixa de Spam. Deve ser coisa do Globber, digo Blogger.

Sabedorshcsch disse...

Direita,

se o político se diz de extrema direita mas não fala um pio sobre os juden [especialmente], então é uma fraude, sim, é o que acontece com ela. Pobre Le Pen, o que será que ele deve estar pensando sobre tudo isso... ou será que ele não é tão pobre assim*

Mr X disse...

Não acho que Le Pen se diga de "extrema direita", quem diz isso é a mídia.

Na verdade ela suavizou bastante o programa do seu partido desde os tempos do papai Le Pen.

Se isso tem a ver com o fato dela ser juntada com um parceiro judeu argelino, ou pelo mero fato de ser mulher, ou por outro motivo, não sei.

No fundo é o contrário do que a mídia diz, ela que é "centrista", e o Macron que é um radical.

Acho-a simpática.

White Nationalist disse...

"Na contexto lusofonico pela quantidade de white-pardos e pela natural degradação do conceito de brancura,se faz nescessario essa repetitiva e cansativa intervençao ."

Direita, você precisa se tratar, velho.

Daqui a pouco vai começar a ver traços não-brancos até numa folha de alface.

De fato, há uma distorção do conceito de brancura por parte dos white pardos. Só que você também pratica a distorção. A diferença é que para você ninguém é branco.

O Mr X, mesmo tendo divergências com você em relação a brancura, nunca te "baniu" daqui. Já no SF, fórum esse que você compartilhava com seus "irmãos" de sangue, você foi banido, não é?

Pense nisso.


Mr X disse...

Não lembro de nunca ter banido ninguém. Nem o Thiago comunista, que postava anos atrás.

Sabedorshsch disse...

Pode ser uma estratégia. A situação da "França" é desesperadora.

AF disse...

"essa ideia tola começou com o Duchamp"

X, não acha que essa arte moderna tenha começado antes com Picasso não? Ou que essas "obras" de Picasso e o "mijador" de Duchamp tenha sido o resultado de algo mais grave que já estava acontecendo no final do século 19?

Mr X disse...

Talvez, mas Picasso ainda era arte convencional, com quadro, escultura, etc.

Picasso tinha talento, em seus primeiros quadros mais realistas pode se ver que sabia pintar e desenhar. Sim, o cubismo e outros movimentos tentaram afastar a pintura do realismo convencional.

Mas não acho que a pintura não-realista seja necessariamente ruim (embora não goste muito do Picasso e em especial do tardio). Gosto dos impressionistas.

Duchamp foi quem começou com os "ready-mades", que tanto influenciaram os contemporâneos.

Talvez outros tenham feito algo parecido antes, mas ele que ficou famoso.

Certamente que veio coisa muito pior depois.

Talvez Warhol tenha sido a pá no caixão, com seu comercialismo e "arte pop", e colocando o artista como uma "personalidade" sem que a sua arte tenha importância.

Abs.

AF disse...

Verdade, obrigado pela explicação.

Márcio disse...

Duchamp é horrível.

Márcio disse...

Além de ser feia, a alcunha 'arte abstrata' não condiz com a realidade, pois este processo não é exclusividade deste movimento.

Qualquer arte pode causar abstrações.

Sabedorshchsch disse...

Acho que no (final do) século XIX os trabalhos geralmente eram de ótima qualidade. Surrealistas?? De fato com a quebra das convenções conservadoras, sempre conservadoras, começou-se a ter maior liberdade na criação. O problema foi quando um (((certo polvinho))) tomou conta. Ai as artes visuais começaram a apodrecer ainda que em outros tipos de artes tenham até melhorado em alguns aspectos.

Ate agora com a africanização progressiva da música.

Sabedorshchsch disse...

Desculp

Impressionistas ne?

Mr X disse...

Toda arte é em certa medida o que a elite ou quem está no poder gosta, afinal são eles que pagam. Em especial no caso das artes visuais, que são por natureza mais elitistas. (cinema, teatro e literatura precisam de audiência e portanto são mais populistas e populares. música acho que fica no meio termo).

Nos tempos da Idade Média, a pintura religiosa dava o tom. Depois com a ascenção da classe burguesa, veio uma pintura mais humanista e neoclássicao, ao gosto do freguês.

Então podemos dizer que as artes visuais modernas são o que são porque é o que a elite atual gosta disso, por incrível que possa parecer.

Pinturas como este premiado retrato supostamente da "Virgem Maria" feito com cocô de elefante, recentemente vendida por vários milhões:

https://qz.com/441976/chris-ofilis-controversial-dung-decorated-virgin-mary-painting-sold-for-4-6-million/

Márcio disse...

A música [de alta qualidade] é a arte mais honesta.

Acho que é o fenômeno mais honesto e abrangente que o ser humano já criou.

Sabedorshch disse...

Sério??? Olha eu acho que os grandes mestres artistas tendem a ser mais conservadores. Olhe so para o panteão de gênios escritores, pintores, poetas, em sua grande maioria de (mais para) conservadores... Pra desenvolver trabalhos artísticos de valor é preciso ter uma mente misturada com doses de loucura abençoada e objetividade lógica. O artista de esquerda em média so tem a loucura e por não ter a lógica para balancear e complementar então de abençoada se torna amaldiçoada. Eu acho isso.

Sabedorshch disse...

(((Quem))) foi que inventou o feminismo?? Eu não sei!!

Sabedorshch disse...

A arte em si mesma é fruto de abstrações. A arte abstrata seria uma purificação conceitual e prática do termo, e abstrato comunga com subjetividade, logo...

Outra questão parece ser o descasamento entre o significado concreto (a arte se manifestando física ou concretamente) e o significado conceitual. No mundo das desartres modernas você pode colocar uma privada e dar-lhe um significado simbólico.

Mr X disse...

Festival foi suspenso:

http://zh.clicrbs.com.br/rs/entretenimento/cinema/noticia/2017/05/apos-grupo-desistir-de-festival-por-filmes-que-favoreceriam-direita-conservadora-cine-pe-e-adiado-9791080.html

Parabéns a todos os envolvidos. Clap, clap, clap!

Márcio disse...

"Sério??? Olha eu acho que os grandes mestres artistas tendem a ser mais conservadores. Olhe so para o panteão de gênios escritores, pintores, poetas, em sua grande maioria de (mais para) conservadores... Pra desenvolver trabalhos artísticos de valor é preciso ter uma mente misturada com doses de loucura abençoada e objetividade lógica. O artista de esquerda em média so tem a loucura e por não ter a lógica para balancear e complementar então de abençoada se torna amaldiçoada. Eu acho isso."

É... Passam a impressão de serem "mais conservadores". Mas eu digo que são 'amalgamados', mas objetivos em passar beleza, algo mais vivo, não pendendo pra um lado. Mas estamos falando dos grandes gênios da arte.

Estes que eu citei são artistas de qualidade medíocre, que hoje em dia são maioria.

Direita disse...

White nationalist

Eu próprio me bani daquele hospício.

voce é outro que vive a ampliar o conceito de raça em benefício próprio.Quer porque quer fazer traços negroide serem considerados comum aos brancos porque você compartilha desses traços.que coisa mais ridícula!
toma tenencia ,rapaz!

Sabedorshcsch disse...

Mister, o mais incrível é que esta gente é de uma dissimulação... de uma desonestidade que não tem tamanho, tem potencial infinito para se expandir.

White Nationalist disse...

Prove, Direita, que eu sou mestiço.

Aproveita e me responda uma coisa: é sério que você tinha 20 anos nesta foto abaixo?
https://i.imgflip.com/1p2r88.jpg


Anônimo disse...

achei fotos do Direita, do White nationalist e do Sabedor quando crianças

https://mulattodiaries.files.wordpress.com/2010/07/j-p-ball-quarter-plate-daguerreotype-of-mulattoes.jpg

Sabedorschsh disse...

Eu era um pedacim bunitinho de mula tinio naum??! :-*